Não Vivo Sem Cosméticos

Você está aqui: Home Corpo Vinhoterapia contra o envelhecimento

Vinhoterapia contra o envelhecimento

28 Jun

As clínicas de beleza estão sempre atrás de novidades. Depois das alardeadas escovas de chocolate, morango e diamante chegou a vez da vinhoterapia. O tratamento pode ser feito no cabelo, corpo e até para tirar manchas das mãos, prometem os entendidos. A polpa da uva fresca de Sauvignon e Merlot é utilizada em massagens de relaxamento. Já a massagem com vinho Cabernet remove da pele as células mortas e a aplicação de um vinho gran reserva dá vitalidade à pele.Também são feitas máscaras com casca de uvas tintas e óleo de semente de uva para reduzir as rugas e a hidromassagem com extrato de uvas e algas marinhas para estimular a circulação.

Tudo começou na França, que lançou a termogênese - técnica que consiste em aplicar em todo o corpo, vinho quente misturado a outras substâncias. Uma fonte térmica externa obriga o organismo a aquecer internamente para se harmonizar com o exterior e dizem que esse processo acaba queimando as gordurinhas e reduzindo medidas. Mathilde Cathiard e Bertrand Thomas inauguraram a primeira "Granja de Belleza" em Bordeaux, região que cultiva os vinhos mais famosos da França.

A vinhoterapia se baseia nos benefícios dos polifenóis, substâncias presentes na casca da uva e que são 10 mil vezes mais eficazes que a vitamina E, podendo reduzir em até 85% os famosos radicais livres causadores de rugas. Os polifenóis são antioxidantes que também hidratam e revitalizam a pele, removem células mortas, deslocam placas de gordura e aceleram o emagrecimento.

Mas antes de sair por aí entrando em qualquer tonel de vinho, preste atenção! Procure centros de estética especializados e observe se o vinho é tinto, porque na sua fabricação a fruta inteira é utilizada incluindo a casca (onde se encontram os polifenóis). O vinho branco não serve porque suas uvas fermentam sem a casca.

Após um ano e meio de pesquisas, a empresa fabricante de aparelhos para aromaterapia Turfe lançou um aparelho para utilização individual em vinhoterapia, o Spa 3, onde não há mistura com água nem suco de uva como no ofurô, e o vinho não tem contato direto com a pele, o que poderia causar ressecamento e alergias. O equipamento custa em média R$ 9,8 mil.

Se a grana tá curta, substitua o spa pelos cremes ou perfumes à base de uvas malbec ou champanhe. Na última das hipóteses, vale também beber uma taça de vinho, que é mais barato e ainda faz bem para o coração. Salut!

Andréa da Luz

Bem-vindo ao Não Vivo sem Cosméticos, projeto da jornalista e engª química Andréa da Luz, no ar desde 2007. Acompanhe-nos também pelo Twitter, Facebook e Youtube!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar