Não Vivo Sem Cosméticos

Você está aqui: Home Dicas de Beleza Desafio do banho frio: resultado

Desafio do banho frio: resultado

29 Fev

Após 30 dias, minha pele ficou outra: mais macia e luminosa e com menos asperezas.

Olá, pessoal! Lembram que lancei o auto-desafio de tomar apenas banho frio durante um mês inteiro? (Se não leu o post anterior, clica aqui!)

Comecei no dia 14 de janeiro e terminei no dia 14 deste mês. Nos primeiros dias já senti diferença na pele, que ficou bem mais macia e livre de asperezas. O clima estava bem quente e ajudou, mas muitas vezes só consegui tomar banho perto da meia-noite e aí tem que ter coragem para entrar no chuveiro gelado!

Após uma semana sem ducha quente, comecei com uns acessos de tosse muito fortes e persistentes. Então, tomei banho morno por alguns dias. Quando a tosse diminuiu, voltei aos banhos frios, mas evitei a água totalmente gelada nos dias mais frios ou quando tomava banho muito tarde da noite. No total, foram 6 dias alternados em que não cumpri o desafio.

O que percebi em todo o período foi que o banho frio proporciona:
- melhor qualidade geral da pele (menos bolinhas, espinhas, oleosidade mais controlada, mais viço e brilho;
- no cabelo, nem precisa dizer que água fria é VIDA! Brilho, maciez, refrescância, couro cabeludo mais saudável... e por aí vai! Nunca lavo na água quente no verão. E no inverno, sempre que possível, lavo nos horários mais quentes com água fria também. A exceção é para os dias extremamente frios, aí não tem jeito, tem que ser no chuveiro quentinho mesmo :(
- melhor absorção dos cremes hidratantes;
- melhor eficácia da esfoliação;
- menos asperezas e maior uniformidade no tom da pele;
- maior disposição e estímulo da circulação;
- maior economia de água (banhos mais rápidos) e de energia elétrica.

Mas há coisas que só um banho quentinho pode fazer por você: dar conforto, aliviar tensões (incluindo a pré-menstrual) e preparar para uma boa noite de sono, por exemplo.

A conclusão a que cheguei é que o equilíbrio é o melhor de tudo: a ideia é reduzir a temperatura da água do banho. Não há necessidade de ficar tremendo sob o chuveiro em nome de uma regra que faz pouco sentido, e acabar ficando doente ou pegando um resfriado. Para mim, só o fato de não tomar mais banhos "pelando" já faz grande diferença, e depois de um tempo o corpo se habitua a temperaturas mais amenas da água. Hoje eu fico bem contente com banhos entre o gelado e o morno, ou seja, água fria mas confortável. E no inverno? Ah, daí não sei... vamos esperar o frio chegar primeiro, ahaha.

Espero que tenham gostado do post.
Tem outra ideia de desafio de beleza? Mande sua sugestão!!!

Andréa da Luz

Bem-vindo ao Não Vivo sem Cosméticos, projeto da jornalista e engª química Andréa da Luz, no ar desde 2007. Acompanhe-nos também pelo Twitter, Facebook e Youtube!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar