Não Vivo Sem Cosméticos

Você está aqui: Home Dicas de Beleza Andréa da Luz

Andréa da Luz

Bem-vindo ao Não Vivo sem Cosméticos, projeto da jornalista e engª química Andréa da Luz, no ar desde 2007. Acompanhe-nos também pelo Twitter, Facebook e Youtube!

Terça, 27 Novembro 2007 11:09

Tea tree, óleo milagroso

O óleo essencial de Tea Tree (melaleuca alternifolia, melaleuca linarlifolia ou melaleuca unciata) é um dos únicos que pode ser utilizado puro sobre a pele. Eu o chamo de milagroso porque combate males diversos. Com seu poder cicatrizante, atua sobre brotoejas, picadas de insetos, micoses, dermatites, aftas, herpes, pé-de-atleta, verrugas, dores de dente, infecções vaginais e também na estética, contra acne, seborréia e outros problemas.

De aroma forte, característico de nota alta e refrescante, apenas uma gota tem poder desinfetante, sendo utilizado como desodorante nas axilas. "É um óleo tão poderoso que se você desconfiar da higiene de um banheiro pode utilizá-lo para limpeza colocando gotinhas em um pano ou papel e passando-o puro no assento do vaso sanitário", ensina a aromaterapeuta Samia Maluf.

Ela ensina como utilizá-lo e para quem tem pele ultrassensível deve testá-lo diluído no rosto.
Para pele com acne: faça uma máscara utilizando duas colheres de sopa de Argila Rain Forest com quatro colheres de sopa de água mineral e duas gotas de Óleo Essencial de Tea Tree ou a mesma quantidade de Argila Rain Forest com quatro colheres de sopa de Água Perfumada de Tea tree. Deixe a máscara secar naturalmente sobre a pele. Mulheres com ovários policísticos podem acrescentar uma gota de óleo essencial de Gerânio, que é o estrógeno natural e combate o problema.

Para cutículas e onicomicoses: para amaciar cutículas faça massagens com o óleo e para evitar micoses, desinfete o material de manicure com ele. Nas onicomicoses (micoses de unhas), o Tea Tree deve ser utilizado puro, sobre a unha afetada e também nas unhas próximas para evitar que o problema se espalhe.

Contra a foliculite (pêlo encravado): esfolie o corpo antes da depilação com Tea Tree, acrescentando duas gotas desse óleo ao seu esfoliante. Os homens também devem utilizar o produto antes de fazer a barba para cicatrizar a pele e evitar pêlos encravados.

Suor excessivo (sudorese): Utilize a Água Perfumada de Tea Tree para combater o suor excessivo e o mau-cheiro provocado pelo suor. Borrife o corpo com o produto, utilize-o nos pés e nos calçados. Você também pode colocar uma bolinha de algodão dentro dos calçados com uma gota de Óleo Essencial de Tea Tree e guardá-lo assim: o procedimento evita a proliferação das bactérias causadoras do mau-cheiro. Outra dica: coloque uma gota do óleo em cada axila, caso seu problema seja mais sério.

Veja outros usos no site da aromaterapeuta.

Fonte: www.bysamia.com.br

Segunda, 26 Novembro 2007 12:15

Cosméticos clássicos

Alguém aí lembra do Leite de Rosas? Quando eu era criança ele infestava as penteadeiras lá de casa e também as das tias, avós, amigas e conhecidas da mãe, das tias, das avós... Para falar a verdade nunca gostei do cheiro desse cosmético, nem da textura, muito menos da embalagem e quando olho para ele me lembro de coisa velha, guardada, mofada. Mas o artigo continua no mercado, firme e forte pelo que parece, e deve agradar o público a que se destina. Tanto é verdade que esses dias vi um casal de idosos no ônibus e adivinha o que a vozinha tinha na bolsa? Um Leite de Rosas!

Em busca de mais consumidores no Sudeste, a fabricante investiu em 2 novas fragrâncias, para lançamento neste mês: uma cítrica e outra com cheiro de rosas, mas mais suave do que a atual, que será mantida. Os planos da empresa carioca, que produz o tradicional desodorante usado também como loção pós-barba, leite de beleza e até (pasmem!) como perfume, incluem expansão de pelo menos 20% na receita de vendas em 2008.

Com mais de 75 anos, a Leite de Rosas possui fábricas no Rio de Janeiro e em Aracaju. A unidade do Sergipe iniciou operações no ano passado, com a missão de atender à demanda cada vez maior nas Regiões Norte e Nordeste. Ainda bem que tem gosto para tudo nesse país...

Isso me faz lembrar de outros produtos muito antigos...  como o sabonete e o talco Alma de Flores, da Memphis. O talco vinha numa caixa quadrada e tinha um grande pom-pom dentro para passar no corpo. Quando criança eu achava super legal, parecia algo sofisticado, coisa de penteadeira de atriz de cinema, mas o cheiro não me agradava e continua não me agradando até hoje.

Bem, comecei a pesquisar e descobri algumas curiosidades. A Memphis é uma empresa gaúcha fundada em 1949, por 5 sócios (Carlos Lütz, Ilse Kuhlmann, Rodolfo Gros, Geraldo Caruccio e Domingos Caruccio), no bairro Floresta, em Porto Alegre (RS). A operação iniciou com a aquisição do Creme Memphis e da propriedade dessa marca, as respectivas fórmulas e um pequeno maquinário. Em dezembro do mesmo ano, a empresa comprou a Fábrica de Sabonetes Piva, situada em Santiago do Boqueirão (RS), com todo seu aparato fabril, estoque e marcas, incluindo o sabonete e a Loção Alma de Flores que fazia parte da categoria luxo dos produtos da Piva. A inovação ficou por conta da venda direta ao varejo, um grande sucesso comercial (bom lembrar que não existia ainda o segmento supermercadista).

Em 1950, a empresa mudou a fórmula do sabonete e lançou outros, além do sabão Matacura. O Sabonete Lavanda Memphis e o Talco Alma de Flores, apresentado em caixa com pluma, foram lançados em 1952. A Talqueira Alma de Flores foi revitalizada recentemente, em 2005, atendendo a pedidos de consumidores fiéis ao produto. E não é só essa linha que é antiga e faz sucesso, não. Em 1971, a Memphis criou a marca Biocrema (essa eu adoro, principalmente os sabonetes!); dois anos depois adquiriu a Masi & Cia Ltda com as marcas Bouquet de Orquídeas, Lavanda Alpina, 4 Estações, sabonete Senador (reformulado em 79), Moiré, Lar, Vera e Pedra Chauffer. Os lançamentos recentes da Memphis podem ser conferidos aqui.



Fonte: imagens e informações do site da Memphis; Valor Econômico e Revista H&C.

Quarta, 14 Novembro 2007 11:19

Bom, barato e eficiente

Tônico Gota Dourada/NVSCO tônico capilar para fortalecimento Gota Dourada, com óleo de alho, extratos de jaborandi e de calêndula, tem bom preço e é eficiente no fortalecimento da raiz enfraquecida, combatendo a queda e favorecendo o crescimento de novos fios. A indicação é usar três vezes por semana e deixar agir no couro cabeludo por pelo menos duas horas. O tratamento, nos casos de queda acentuada, deve ser feito durante três meses.

O QUE ACHEI: o produto é ótimo, sempre tenho em casa. É bom para caspa e faz crescer o cabelo - sempre aparece um monte de fios novos depois de mais ou menos um mês de uso, por isso é legal para quem tem fios ralos ou problema de queda. Uso para fortalecer os fios entre um relaxamento e outro. O único porém é o cheiro: o óleo de alho dá para sentir de longe, por isso é melhor usar quando você não for sair de casa nem encontrar aquela pessoa especial... Quando uso, costumo passar à noite e lavar no dia seguinte. Uma colega minha, que foi quem me apresentou esse cosmético lá em 1999 mais ou menos, tinha fios ralos e oleosos e usava após lavar os cabelos, deixando secar naturalmente. Dou nota 10 pela eficiência e preço acessível!

O produto está à venda em farmácias e lojas de cosméticos, disponível em frasco com 100ml que rende nove aplicações, custando em torno de R$ 4. Também há embalagem menor de 30ml para três aplicações, ideal para quem quer testar o produto (mais ou menos R$ 2). A empresa mantém uma linha completa similar ao tônico, com xampu, condicionador, máscara de tratamento, defrizzante, reparador de pontas e até ativador de cachos. Para mais informações, visite o site www.gotadourada.com.br ou ligue no SAC: 0800 34 44 00.

Terça, 10 Julho 2007 15:36

Exclusiva com Sonia Corazza – parte II

Leia mais dicas da cosmetóloga Sonia Corazza sobre o uso de xampus e condicionadores.

NVSC – Os produtos 2 em 1 funcionam?
Sonia Corazza -
Não acredito e não aconselho, pois não fazem nem uma coisa nem outra corretamente.

NVSC – Qual ingrediente é eficiente no combate à caspa?
Sonia Corazza -
Todos os agentes antimicrobianos, fungicidas e antibacterianos específicos como piroctone olamina, derivados de zinco, óleo essencial de melaleuca, entre outros. O importante é que a empresa apresente testes de comprovação de eficácia do mix de ativos utilizados. Procure por resultados comprovados antes de comprar.

NVSC – Para quem tem o couro cabeludo sensível (com descamações) que tipo de produto é indicado?
Sonia Corazza -
Vale optar por xampus bem suaves, contendo tensoativos próprios para bebês, como os sulfosucinatos. Mas lembre-se de condicionar apenas as pontas dos fios de cabelo, evitando o contato com o couro cabeludo.

NVSC – As formulações devem ser diferentes para homens e mulheres?
Sonia Corazza -
Sem dúvida! Homens apresentam couro cabeludo mais oleoso e com maior sudorese, sendo também naturalmente mais propensos ao desenvolvimento da caspa devido à presença de testosterona na gordura secretada. Além disso, poucos são os que têm tratamento químico no fio de cabelo, portanto precisam usar semanalmente um xampu anticaspa, como prevenção, e diariamente um xampu mais antisséptico, contendo, por exemplo, óleo essencial de alecrim, extrato de chá verde ou ácido salicílico.

NVSC – Xampu infantil funciona em adultos?
Sonia Corazza -
Depende do tipo de cabelo e da condição do couro cabeludo do adulto, veja o que disse antes para cabelos finos e delicados e couro cabeludo sensível. Sou um bom exemplo de mulher na faixa dos 50 anos com fios de cabelo de bebê!

Segunda, 09 Julho 2007 18:10

Exclusiva com Sonia Corazza – parte I

Sonia Corazza/Beleza InteligenteComo é difícil escolher xampus e condicionadores adequados! São tantas variedades e ingredientes... Será mesmo necessário usar produtos sem sal? Você sabe quais ingredientes são fundamentais para fórmulas balanceadas e confiáveis?

Resolvi esclarecer essas dúvidas com a ajuda da engenheira química e cosmetóloga Sonia Corazza, que tem 30 anos de experiência na área cosmética, de pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e mercado. Para aproveitar tudinho que ela ensina, a entrevista exclusiva que ela concedeu a este blog será publicada em duas partes.

NVSC - Como escolher um bom xampu ou condicionador?
Sonia Corazza - O fundamental é saber qual é seu tipo de cabelo e a condição do couro cabeludo. Um fio de cabelo fino e delicado precisa de fórmulas mais suaves, com agentes de limpeza não agressivos como os poliglucosídeos (lauril e decil glucosídeo). Já um cabelo ressecado por tinturas e tratamentos químicos exige a presença de aminoácidos para reconstruir sua fibra, então opte por produtos contendo cisteína e arginina. Para o tratamento diário de cabelos oleosos busque agentes que controlem a super produção de sebo no couro cabeludo, como argila e ácido salicílico.

NVSC - A isenção de sal é importante?
Sonia Corazza - O cloreto de sódio é um eletrólito que usado na dosagem correta não interfere em nada na qualidade do cabelo, é mais um dos tabus que devem ser abolidos. O importante é que a fórmula seja equilibrada, assim se garante segurança e performance do produto.

NVSC – Por que alguns produtos ressecam os cabelos?
Sonia Corazza -
Na verdade o que retira excessivamente a proteção lipídica (gordurosa) natural dos cabelos são os agentes de limpeza, chamados tensoativos. Dentro desta família os alquil sulfatos, entre estes o lauril éter sulfato de sódio, é o mais "ressecante" dos tensoativos. O importante é que você tenha uma fórmula equilibrada, com outros agentes repositores dos lipídeos perdidos. As amidas vegetais de coco (cocamida) ou oliva (olivamida) são as melhores para evitar o ressecamento de cabelos crespos quimicamente tratados, procure nas bulas dos produtos e verá a diferença.

NVSC – Quais ingredientes são indispensáveis numa fórmula básica de xampu e condicionador?
Sonia Corazza -
Além dos tensoativos que mencionei, os silicones (dimeticone copoliol, ciclometicone, fenil trimeticone e amodimeticone) ajudam a formar um filme protetor nos cabelos. Mas é fundamental que o produto tenha aminoácidos (lisina, arginina, cistina, cisteína, histidina) que reforçam a estrutura natural do fio. O pantenol também é muito bem-vindo para qualquer tipo de cabelo, pois retém a água dentro da cutícula, impedindo o ressecamento do fio.

Não vivo sem cosméticos – É possível produzir xampus e condicionadores em casa?
Sonia Corazza -
Nunca se deve apelar para receitas caseiras deste tipo, pois não há segurança microbiológica nem físico-química.

Não perca a segunda parte da entrevista, aqui!

Foto: Copyright Beleza Inteligente