Não Vivo Sem Cosméticos

Você está aqui: Home Eu Testei Andréa da Luz

Andréa da Luz

Bem-vindo ao Não Vivo sem Cosméticos, projeto da jornalista e engª química Andréa da Luz, no ar desde 2007. Acompanhe-nos também pelo Twitter, Facebook e Youtube!

Quarta, 14 Novembro 2007 11:19

Bom, barato e eficiente

Tônico Gota Dourada/NVSCO tônico capilar para fortalecimento Gota Dourada, com óleo de alho, extratos de jaborandi e de calêndula, tem bom preço e é eficiente no fortalecimento da raiz enfraquecida, combatendo a queda e favorecendo o crescimento de novos fios. A indicação é usar três vezes por semana e deixar agir no couro cabeludo por pelo menos duas horas. O tratamento, nos casos de queda acentuada, deve ser feito durante três meses.

O QUE ACHEI: o produto é ótimo, sempre tenho em casa. É bom para caspa e faz crescer o cabelo - sempre aparece um monte de fios novos depois de mais ou menos um mês de uso, por isso é legal para quem tem fios ralos ou problema de queda. Uso para fortalecer os fios entre um relaxamento e outro. O único porém é o cheiro: o óleo de alho dá para sentir de longe, por isso é melhor usar quando você não for sair de casa nem encontrar aquela pessoa especial... Quando uso, costumo passar à noite e lavar no dia seguinte. Uma colega minha, que foi quem me apresentou esse cosmético lá em 1999 mais ou menos, tinha fios ralos e oleosos e usava após lavar os cabelos, deixando secar naturalmente. Dou nota 10 pela eficiência e preço acessível!

O produto está à venda em farmácias e lojas de cosméticos, disponível em frasco com 100ml que rende nove aplicações, custando em torno de R$ 4. Também há embalagem menor de 30ml para três aplicações, ideal para quem quer testar o produto (mais ou menos R$ 2). A empresa mantém uma linha completa similar ao tônico, com xampu, condicionador, máscara de tratamento, defrizzante, reparador de pontas e até ativador de cachos. Para mais informações, visite o site www.gotadourada.com.br ou ligue no SAC: 0800 34 44 00.

Terça, 10 Julho 2007 15:36

Exclusiva com Sonia Corazza – parte II

Leia mais dicas da cosmetóloga Sonia Corazza sobre o uso de xampus e condicionadores.

NVSC – Os produtos 2 em 1 funcionam?
Sonia Corazza -
Não acredito e não aconselho, pois não fazem nem uma coisa nem outra corretamente.

NVSC – Qual ingrediente é eficiente no combate à caspa?
Sonia Corazza -
Todos os agentes antimicrobianos, fungicidas e antibacterianos específicos como piroctone olamina, derivados de zinco, óleo essencial de melaleuca, entre outros. O importante é que a empresa apresente testes de comprovação de eficácia do mix de ativos utilizados. Procure por resultados comprovados antes de comprar.

NVSC – Para quem tem o couro cabeludo sensível (com descamações) que tipo de produto é indicado?
Sonia Corazza -
Vale optar por xampus bem suaves, contendo tensoativos próprios para bebês, como os sulfosucinatos. Mas lembre-se de condicionar apenas as pontas dos fios de cabelo, evitando o contato com o couro cabeludo.

NVSC – As formulações devem ser diferentes para homens e mulheres?
Sonia Corazza -
Sem dúvida! Homens apresentam couro cabeludo mais oleoso e com maior sudorese, sendo também naturalmente mais propensos ao desenvolvimento da caspa devido à presença de testosterona na gordura secretada. Além disso, poucos são os que têm tratamento químico no fio de cabelo, portanto precisam usar semanalmente um xampu anticaspa, como prevenção, e diariamente um xampu mais antisséptico, contendo, por exemplo, óleo essencial de alecrim, extrato de chá verde ou ácido salicílico.

NVSC – Xampu infantil funciona em adultos?
Sonia Corazza -
Depende do tipo de cabelo e da condição do couro cabeludo do adulto, veja o que disse antes para cabelos finos e delicados e couro cabeludo sensível. Sou um bom exemplo de mulher na faixa dos 50 anos com fios de cabelo de bebê!

Segunda, 09 Julho 2007 18:10

Exclusiva com Sonia Corazza – parte I

Sonia Corazza/Beleza InteligenteComo é difícil escolher xampus e condicionadores adequados! São tantas variedades e ingredientes... Será mesmo necessário usar produtos sem sal? Você sabe quais ingredientes são fundamentais para fórmulas balanceadas e confiáveis?

Resolvi esclarecer essas dúvidas com a ajuda da engenheira química e cosmetóloga Sonia Corazza, que tem 30 anos de experiência na área cosmética, de pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e mercado. Para aproveitar tudinho que ela ensina, a entrevista exclusiva que ela concedeu a este blog será publicada em duas partes.

NVSC - Como escolher um bom xampu ou condicionador?
Sonia Corazza - O fundamental é saber qual é seu tipo de cabelo e a condição do couro cabeludo. Um fio de cabelo fino e delicado precisa de fórmulas mais suaves, com agentes de limpeza não agressivos como os poliglucosídeos (lauril e decil glucosídeo). Já um cabelo ressecado por tinturas e tratamentos químicos exige a presença de aminoácidos para reconstruir sua fibra, então opte por produtos contendo cisteína e arginina. Para o tratamento diário de cabelos oleosos busque agentes que controlem a super produção de sebo no couro cabeludo, como argila e ácido salicílico.

NVSC - A isenção de sal é importante?
Sonia Corazza - O cloreto de sódio é um eletrólito que usado na dosagem correta não interfere em nada na qualidade do cabelo, é mais um dos tabus que devem ser abolidos. O importante é que a fórmula seja equilibrada, assim se garante segurança e performance do produto.

NVSC – Por que alguns produtos ressecam os cabelos?
Sonia Corazza -
Na verdade o que retira excessivamente a proteção lipídica (gordurosa) natural dos cabelos são os agentes de limpeza, chamados tensoativos. Dentro desta família os alquil sulfatos, entre estes o lauril éter sulfato de sódio, é o mais "ressecante" dos tensoativos. O importante é que você tenha uma fórmula equilibrada, com outros agentes repositores dos lipídeos perdidos. As amidas vegetais de coco (cocamida) ou oliva (olivamida) são as melhores para evitar o ressecamento de cabelos crespos quimicamente tratados, procure nas bulas dos produtos e verá a diferença.

NVSC – Quais ingredientes são indispensáveis numa fórmula básica de xampu e condicionador?
Sonia Corazza -
Além dos tensoativos que mencionei, os silicones (dimeticone copoliol, ciclometicone, fenil trimeticone e amodimeticone) ajudam a formar um filme protetor nos cabelos. Mas é fundamental que o produto tenha aminoácidos (lisina, arginina, cistina, cisteína, histidina) que reforçam a estrutura natural do fio. O pantenol também é muito bem-vindo para qualquer tipo de cabelo, pois retém a água dentro da cutícula, impedindo o ressecamento do fio.

Não vivo sem cosméticos – É possível produzir xampus e condicionadores em casa?
Sonia Corazza -
Nunca se deve apelar para receitas caseiras deste tipo, pois não há segurança microbiológica nem físico-química.

Não perca a segunda parte da entrevista, aqui!

Foto: Copyright Beleza Inteligente

 

Segunda, 02 Julho 2007 08:51

Bendita babosa!

Desde criança aprendi com minha mãe e avó sobre os benefícios da babosa. Mais conhecida como aloe vera no mundo dos cosméticos, a planta é meu socorro quando o assunto é cabelo fraco ou quebradiço. Não tem nada melhor! Bastam 2 ou 3 aplicações semanais para o cabelo se fortalecer e parar de cair, sem contar que os cachos ficam mais definidos e com mais brilho. Como gosto de fazer experiências, desenvolvi a técnica de misturar a polpa da babosa com algum creme de hidratação, iogurte natural ou óleos capilares (semente de uva, amêndoa, oliva) para evitar o ressecamento do fio. Também dispenso o uso de touca térmica. Apenas uma touca plástica e toalha para abafar já é o suficiente. Depois de meia hora é só enxaguar bem e usar um bom condicionador.

Mas o que eu não sabia sobre a "planta dos milagres" é que seu uso está documentado desde a época do antigo Egito e em documentos fenícios. Da família das Liliáceas, a aloe vera tem propriedades regeneradoras, curativas, umectantes, lubrificantes e nutritivas. Pesquisas feitas em uma clínica naturalista na Califórnia apontam ações anestésica, anti-inflamatória, coagulante, antibiótica, desintoxicante e digestiva, entre outras.

A aloe vera contém 18 aminoácidos necessários para a formação de proteínas, vitaminas (A, B1, B2, B3, B6, B12, C, E) e mais de 20 minerais. O gel presente na parte interna das folhas tem o poder de acelerar a regeneração de células da pele, por isso é muito utilizado pela indústria cosmética como emoliente e como princípio ativo para produtos anti-envelhecimento precoce, pomadas e géis contra queimaduras de sol, xampus, cremes, loções bronzeadoras, etc.

O uso interno como tônico digestivo e laxante deve ser feito com muita cautela, pois os componentes da babosa aumentam o fluxo sanguíneo. Por isso, é contra-indicada na gravidez e em casos de varizes, hemorroidas, afecções renais, enterocolites, apendicites, prostatites e cistites.

Quarta, 27 Junho 2007 21:25

Vinhoterapia contra o envelhecimento

As clínicas de beleza estão sempre atrás de novidades. Depois das alardeadas escovas de chocolate, morango e diamante chegou a vez da vinhoterapia. O tratamento pode ser feito no cabelo, corpo e até para tirar manchas das mãos, prometem os entendidos. A polpa da uva fresca de Sauvignon e Merlot é utilizada em massagens de relaxamento. Já a massagem com vinho Cabernet remove da pele as células mortas e a aplicação de um vinho gran reserva dá vitalidade à pele.Também são feitas máscaras com casca de uvas tintas e óleo de semente de uva para reduzir as rugas e a hidromassagem com extrato de uvas e algas marinhas para estimular a circulação.

Tudo começou na França, que lançou a termogênese - técnica que consiste em aplicar em todo o corpo, vinho quente misturado a outras substâncias. Uma fonte térmica externa obriga o organismo a aquecer internamente para se harmonizar com o exterior e dizem que esse processo acaba queimando as gordurinhas e reduzindo medidas. Mathilde Cathiard e Bertrand Thomas inauguraram a primeira "Granja de Belleza" em Bordeaux, região que cultiva os vinhos mais famosos da França.

A vinhoterapia se baseia nos benefícios dos polifenóis, substâncias presentes na casca da uva e que são 10 mil vezes mais eficazes que a vitamina E, podendo reduzir em até 85% os famosos radicais livres causadores de rugas. Os polifenóis são antioxidantes que também hidratam e revitalizam a pele, removem células mortas, deslocam placas de gordura e aceleram o emagrecimento.

Mas antes de sair por aí entrando em qualquer tonel de vinho, preste atenção! Procure centros de estética especializados e observe se o vinho é tinto, porque na sua fabricação a fruta inteira é utilizada incluindo a casca (onde se encontram os polifenóis). O vinho branco não serve porque suas uvas fermentam sem a casca.

Após um ano e meio de pesquisas, a empresa fabricante de aparelhos para aromaterapia Turfe lançou um aparelho para utilização individual em vinhoterapia, o Spa 3, onde não há mistura com água nem suco de uva como no ofurô, e o vinho não tem contato direto com a pele, o que poderia causar ressecamento e alergias. O equipamento custa em média R$ 9,8 mil.

Se a grana tá curta, substitua o spa pelos cremes ou perfumes à base de uvas malbec ou champanhe. Na última das hipóteses, vale também beber uma taça de vinho, que é mais barato e ainda faz bem para o coração. Salut!